sexta-feira, 13 de março de 2009

Barulho é um dos melhores livros de rock do século

Para os eternos roqueiros, acompanhar shows de seus maiores ídolos, como o Iron Maiden, tem um caráter de satisfação pessoal. Porém, qual seria a sensação dos fanáticos pela banda poder assisti-los no auge da carreira? Certamente um prazer muito mais especial e eufórico dessa banda que se apresentou no Brasil pela primeira vez com cerca de dez anos de atraso.

Conferir de perto essa sensação já não é tão complicado assim. Recentemente, comprei através de um Sebo o fabuloso e dinâmico livro “Barulho – uma viagem pelo underground do rock americano”, de André Barcinski. Em sua fabulosa edição , o escritor acompanhou aquilo que revolucionou o rock no início dos anos 90. Como por exemplo, acompanhar a explosão do Nirvana no cenário mundial, através do boom causado pelo “Nevermind”.


Barcinski financiou por conta própria uma viagem para os Estados Unidos e percorreu a costa entrevistando as mais diversas lendas do rock, como Jello Biafra (vocalista do Dead Kennedys), o Cramps, Joey Ramone (Ramones), Ministry, Red Hot Chilly Peppers e promessas (que se consolidariam) como o Nirvana.

Não faltam curiosidades a respeito de cada banda, majestosamente entrevistadas com perguntas que fogem do padrão jornalístico. Além de curioso, acompanha dezenas de fotos (todas feitas pelo autor) nos trazendo um pouco da nostalgia rebelde da época de cada banda.

É literatura de nível internacional, infelizmente, esgotada e não reimpressa pelas editoras. É uma obra que vale cada centavo.

Para quem estiver interessado em adquirir esse tesouro, basta acessar o site Estante Virtual e consultar os melhores sebos do País que ainda dispõem alguns exemplares que já são raros e curiosamente baratos.

Boa leitura.

Postar um comentário