quarta-feira, 4 de março de 2009

Ria da minha vida, seu molóide

Você curte ler? Se você lê esse blog periodicamente certamente tem no mínimo paciência, não é. Eu, recentemente, li após muitos anos de lançamento e sucesso o livro Ria da Minha Vida antes que Eu Ria da Sua, de Evandro Daolio, e descobri que além de rirmos, podemos aprender muitas coisas com as “desgraças” dos outros. Além de lição de vida, entrete e o autor é de verdade, respondendo até emails. Inclusive, quando chamamos ele de psicopata. Um grande abraço pro Evandro, que está se firmando como escritor – já viu algum engenheiro escritor? – e dando continuidade às suas malucas histórias numa série de três livros.

Confiram o email abaixo:

"Oi Leonardo.

Obrigado por sua imensa consideração e por seus comentários. Dei muito risada aqui lendo seu mail. Confesso que se o tivesse lido há 10 anos eu ficaria até triste rss. Entendo perfeitamente seus apontamentos e hoje penso igual a você.; Essa de ceder a sua namorado foi demais rssrsrrs.
Só não há nada de psicótico. Na verdade, troco essa palavra por duas: Inocência e inexperiência. Gostaria muito que lesse os livros 2 e 3, que continuam a história. No livro 3 vc verá que falo em capítilos, exatamente o que vc comentou no seu mail :) E já adianto que nesse livro 4 aqui, que estou escrevendo já, volto a amizade com a Débora e a reencontro em outro aspecto e com outros sentimentos (só não vou te adiantar para não estragar os livros 2 e 3). Sigo minha vida solteiro sim... cansado das baladas, e consciente do que é ou não felicidade... Muito tem a ver tb com sorte... ou talvez com destino. Aprendi muito esses anos todos e um pouco vc lerá nesses dois livros, os quais tento aos poucos sumir com a Débora da cabeça do leitor. Foi importante sim... mas para o início do meu aprendizado. Assim como sua ex deve ter sido para vc. O importante mesmo é não julgar as novas pessoas que conhecemos pelo nosso passado ou por quem nos magoou. E tocar o barco. Um hora a mulher companheira, sem grandes paixões ou loucuras, aparece para nos fazer feliz... é assim que vejo hoje. E se não aparecer tb, tem muitas outras coisas a se dedicar. Ahh e sobre a Europa, refiz a viagem, para resgatar tudo o que havia perdido. Vc está coberto de razão no seu mail.

Espero sua opinião da sequência. Gostei do seu mail. abraços e boa sorte em sua vista e sua busca tb.
Evandro"
Postar um comentário