quinta-feira, 19 de março de 2009

“Brüno” promete ser o filme de 2009

Se você acha que Borat foi um filme chocante, espere para o lançamento da próxima obra do ator Sacha Baron Cohen. “Brüno” deve agitar o mercado cinematográfico em 2009 com um filme ultra-ofensivo, ultra-direto e ultra-engraçado.

Nessa semana, o ator apresentou uma prévia de 20 minutos do seu último filme aos jornalistas em um festival no Texas. E quem assistiu garantiu que o filme é ainda mais controverso que Borat, que arrecadou mais de 250 milhões de dólares no mundo com um orçamento irrisório.

O Brüno é um apresentador da TV gay da Áustria, o qual atrai as pessoas com conversas aparentemente inocentes, mas polemiza a maioria de suas entrevistas com perguntas ácidas sobre comportamento moral e ético dos mais diversos assuntos e, naturalmente, sobre a causa gay. Além de entreter e divertir, o objetivo de Cohen é mostrar o quão baixo e hipócrita o ser humano pode ser quando confrontado de maneira honesta sobre suas verdadeiras opiniões.

No filme, por exemplo, Brüno vai a uma audição infantil de futuras estrelas e provoca “incêndios” com questões bizarras e comprova polêmicas da vida real de pais famintos pela fama, que sacrificam os filhos em busca de um sonho pessoal. Brüno pergunta a uma mulher o quanto pesa a sua filha e ela responde: "Trinta libras." (Aproximadamente 13 quilos).


Bruno então diz: "Nós estamos procurando a nova Nicole Richie. Ossos da face. Você acha que sua filha pode ser persuadida a perder digamos uns dez quilos ou algo aproximado disso?" Surpreendentemente ela responde: "Em sete dias? Sim. Sim, eu penso que nós podemos fazer isso." Bruno não perde o sadismo e emenda: "Se ela não puder perder você poderia considerar a possibilidade de deixar-nos fazer uma pequena lipoaspiração?"

Numa outra situação surreal, Brüno decide adotar um bebê negro para um “projeto especial de arte”. O clímax dessa obra acontece no momento de um programa de televisão, dirigido a população afro-americana, quando Brüno revela seu verdadeiro objetivo com a criança: o bebê negro posando crucificado com Jesus Cristo.

Enredo

Para amarrar estes episódios, o filme conta a História do jornalista Brüno, que, demitido de seu programa gay da TV austríaca, vai para Hollywood para se tornar “a maior celebridade austríaca desde Hitler”. Preciso comentar mais alguma coisa?

O filme tem previsão de lançamento nos Estados Unidos em Julho e, para os críticos, assim que sair colocará Cohen mais uma vez nos holofotes das celebridades número um do cinema.

Para quem não conhece Brüno, veja o vídeo abaixo e confira o que se pode esperar do filme.

Postar um comentário