quarta-feira, 5 de novembro de 2008

YES, WE CAN CHANGE

Se confirmou o previsível, o senador pelo Estado de Ilinois, Barak Obama, é o 44º presidente dos Estados Unidos da América. Aos 47 anos, filho de um imigrante queniano com uma americana, Obama entra para história como o primeiro presidente negro eleito na história desse país.
No seu discurso da vitória, Obama proferiu as seguintes palavras: "alguém ainda dúvida que alguma coisa é possível para os EUA, hoje veio a resposta". Bom, duvidar sobre sua eleição, ninguém chegou a duvidar mesmo. A não ser os mais céticos em relação a "conduta moral" de grande parte da população americana, que ainda alimenta um racismo mascarado e nunca, em hipótese alguma, gostaria de ver um negro na presidência. Não foi bem por aí.

Agradeçam a George Walker Bush, que fez sua parte muito bem, como uma guerra desnecessária, uma economia à beira do abismo e uma avaliação popular como a das piores da história. Tudo isso favoreceu Obama. Além de Jhon McCain e sua inigualável vice, Sarah Palin, que agiram sempre a favor de Obama. Tudo isso contribuiu para o novo presidente que estará sobre os holofotes do mundo agora.

Martin Luther King tinha um sonho, mas aposto que nem no sonho dele ele viria uma vitória tão esmagadora como essa, com mais de 50% de aprovação do eleitorado. Nunca um democrata teve uma aprovação dessa, desde Jimmi Carter em 1977.

Esperamos mudanças, num país que está prestes a cair numa ladeira e onde mudanças geralmente são tão pálidas quanto a cor da pele de seus presidentes. Bom, Obama é negro, essa já é uma vantagem.
Postar um comentário