quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Brasil bate recorde em impostos e já se aproxima de R$ 1 trilhão

Todos estamos cansados de saber que o Brasil é o país dos impostos, que a carga tributária é obscena e que o governo dificilmente irá abrir mãos desses tributos realizando a quase utópica reforma tributária. Parece piada, mas todos os anos o governo coloca cada vez mais sua mão no bolso do brasileiro sem ele perceber.

Hoje, 10/12/2008, o relógio do impostômetro aponta que o Brasil já bateu recorde histórico de arrecadação comparado com o ano passado. Cerca de R$ 926 bilhões (às 10h30), contra R$ 923,24 bilhões de 2007, ano recordista também, quando a arrecadação cresceu 12,87%, ou seja, R$ 4.943,15 para cada brasileiro pagar a União.

Segundo os meus cálculos, até o final da semana o relógio deve ultrapassar o R$ 1 trilhão em impostos, o que demonstra que o governo a cada ano que passa tem mais dinheiro em caixa para administrar o país com mais qualidade e oferecer mais dignidade em seus serviços para o brasileiro. Porém, não é isso que vem acontecendo. O que vemos são taxas de juros pornográficas (13% ao ano), falta de investimento no setor público, como saúde, segurança, meio ambiente e cultura (a não ser, claro, no salário do servidor) e favorecimento leviano a bancos, que junto do governo, enforcam cada vez mais o brasileiro.

Infelizmente, senhores governantes, nossa arrecadação não cresce na mesma velocidade dos impostos e somos reféns de uma política que abusa da boa vontade do brasileiro. Será que devemos realmente consumir, como nos pedem, para nutrir esses números? Que vergonha!
Postar um comentário