quarta-feira, 1 de abril de 2009

Você já contou uma mentira hoje?

Hoje é 1º de Abril e tradicionalmente Dia da Mentira. Os mais engraçadinhos não perdem tempo para aplicar seus golpes com a desculpa da influência causada pelo dia. As brincadeiras podem ser engraçadas, mas algumas podem ter um desfecho trágico dependendo do tamanho da mentira que se aplica. Fiz uma pesquisa na internet e selecionei as 10 maiores mentiras do mundo, ou seja, aquelas que quase mataram as pessoas do coração achando que situações absurdas e surreais eram verdadeiras.

10º - A rede inglesa "BBC" fez uma reportagem em 1957 dizendo que graças ao clima e ao controle de pragas, os fazendeiros suíços estavam conseguindo uma excelente safra de espaguete. As imagens mostravam fazendeiros colhendo o macarrão direto de árvores. A redação da TV recebeu milhares de ligações pedindo mais detalhes da história.


- Uma reportagem da revista “Sports Illustrated” dizia que o time de beisebol New York Mets havia contratado um lançador capaz de arremessar a bola a 270 km/h, muito acima das melhores velocidades registradas, em torno dos 160km/h. Em entrevista, o jogador dizia que havia desenvolvido a técnica num monastério tibetano. A história foi desmascarada pouco tempo depois.

- Em 1962, quando só havia TVs em preto-e-branco na Suécia, um técnico do único canal do país convenceu os suecos a colocarem uma meia-calça de nylon cobrindo as telas dos aparelhos de televisão. Ele dizia que se tratava de uma nova tecnologia que permitiria que, assim, passassem a ver o sinal da TV em cores. A TV colorida só passou a existir no país em 1970.
- Em 1997, a rede de lanchonetes Taco Bell irritou milhares de cidadãos norte-americanos ao anunciar que havia comprado o Sino da Liberdade da Filadélfia, um símbolo histórico da independência norte-americana. A lanchonete dizia que ia mudar o nome do sino para “Taco Liberty Bell”. Já estavam acontecendo protestos quando a Taco Bell revelou que era mentira.
- O “Guardian”, um dos principais jornais ingleses, publicou em 1977 um suplemento especial de sete páginas sobre o aniversário de dez anos de San Serriffe, uma pequena república no Oceano Índico formada por várias ilhas no formato de ponto-e-vírgula. Vários artigos descreviam a geografia e a cultura das duas principais ilhas, chamadas de “Ponto” e “Vírgula”.

- A "National Public Radio" dos Estados Unidos anunciou em 1992 que o ex-presidente Richard Nixon voltaria a ser candidato à Presidência. Seu novo slogan de campanha seria: “Eu não fiz nada de errado e não farei novamente.” A rádio divulgou até mesmo clipes de Nixon anunciando a candidatura. Depois de a notícia se espalhar a rádio admitiu que a voz de Nixon havia sido gravada por um imitador.


- A rede de fast-food Burger King publicou um anúncio de página inteira no jornal “USA Today” em 1998 anunciando a criação do “Whopper canhoto”, projetado especialmente para os 32 milhões de norte-americanos canhotos. Pela propaganda, o novo sanduíche incluía os mesmo ingredientes do Whopper original, mas os temperos eram colocados em rotação de 180º. Milhares de clientes se dirigiram as lojas pedindo a novidade, enquanto tantos outros pediam a versão original “para destros”.

- A “Discover Magazine” anunciou em 1995 que o altamente respeitado biólogo Aprile Pazzo (nome italiano para o primeiro de abril) havia descoberto uma nova espécie na Antártida: o hotheaded naked ice borer (algo como atravessador de gelo pelado de cabeça quente). A criatura era descrita como tendo uma crista fervente que permitia que os animais atravessassem o gelo em alta velocidade –técnica usada para caçar pingüins.

- O reconhecido astrônomo inglês Patrick Moore anunciou no radio em 1976 que exatamente às 9h47 um evento astronômico inédito iria acontecer: Plutão iria passar por trás de Júpiter e assim causar um alinhamento gravitacional que reduziria a gravidade terrestre. Moore dizia que, se os ouvintes pulassem no momento exato do alinhamento, poderiam experimentar uma sensação de flutuar. Centenas de pessoas relataram ter sentido a sensação.

- Em 1938, o diretor Orson Welles teve uma ideia brilhante para divulgar o programa "Guerra dos Mundos" no rádio. Queria que a transmissão do programa fosse tão realista, que provocasse medo na população em comemoração ao Dia das Bruxas. Dito e feito. Com cerca de meia hora de apresentação, quando Welles narrava de maneira dramática uma invasão alienígena, centenas de milhares de pessoas caíram no trote e evacuaram suas casas em total estado de histeria. A mentira foi tão profunda, que boletins eram emitidos frequentemente, com repórteres fictícios narrando a invasão de seres alienígenas por todo o país. O pânico generalizado transformou o programa de Welles no maior trote aplicado no rádio até hoje.
Postar um comentário