sexta-feira, 5 de junho de 2009

Masturbação Mortal foi o último ato de David Carradine

David Carradine, de 72 anos, possivelmente teve uma morte digna de um roteiro dos filmes de Quentin Tarantino: uma masturbação frenética pode ter matado o ator. Ele foi encontrado enforcado ontem em seu quarto de hotel, em Bangcoc, na Tailândia, onde filmava seu último trabalho.

“Uma corda foi amarrada em volta do pescoço e outro no seu órgão sexual, e os dois estavam ligados entre si e penduradas no armário no quarto”, disse à imprensa Worapong Siewpreecha-Geral da polícia local. Segundo os peritos, não existe ainda a certeza de suicídio, mas ele pode ter morrido por se masturbar.

A polícia ainda questionou a equipe de produção do filme, a qual indicou que o ator "bebeu cerveja de manhã à noite no dia antes de ser encontrado morto". O prazo da autópsia leva aproximadamente de 24 horas para ser concluída, enquanto os peritos forenses recolhem detalhes e provas para o inquérito. No entanto, um dos peritos já afirmou que diante dos fatos e das provas recolhidas, David pode ter falecido durante um “acidente auto-erótico”. "Este não é um suicídio ou homicídio, mas morreu após masturbação (...)", afirmou o perito, já que não havia indícios de o ator ter sofrido um derrame.

Vale tudo no cinco contra um, mas, senhores, tomem cuidado com as peripécias.
Postar um comentário