sexta-feira, 5 de junho de 2009

As festas secretas e desinibidas de Silvio Berlusconi

As coisas não andam bem para o primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi. Pelo menos na sua carreira política, já que como empresário Berlusconi é um dos homens mais bem sucedidos da Itália, dono de um império de mídia e do clube de futebol Milan. Com a proximidade das eleições européias o primeiro-ministro septagenário vem sendo alvo de dezenas de denúncias contra a moral, por ser suspeito de manter um relacionamento secreto com uma jovem de recém-completados 18 anos.

O estopim do escândalo pode ter acontecido hoje, com a publicação do jornal El País de dezenas de fotos de festas pra lá de liberais na mansão de Berlusconi, na Sardenha, no sul da Itália. Nas imagens, Berlusconi circula pelas dependências luxuosas da casa rodeado de mulheres jovens, lindas e desinibidas. Todas as pessoas que aparecem nas fotos, com exceção do primeiro-ministro, tiveram suas identidades preservadas pelo repórter Antonello Zappadu, que fotografou as freqüentes esbórnias entre 2007 e 2009.

Entre as mulheres que aparecem nas fotos, especula-se que uma delas seja Noemi Letizia, a jovem cuja festa Berlusconi compareceu e despertou suspeita pela intimidade carinhosa entre os dois. Noemi, na ocasião, chegou a chamar o primeiro-ministro de “Papi” na frente de dezenas de convidados.


Para piorar ainda mais a situação, a primeira-dama, Veronica Lario pediu o divórcio diante dos escândalos e declarou que a política italiana, sob influência do marido, tornou-se “desavergonhada” e que “muitos pais estão dispostos a fechar os olhos para dar suas virgens (filhas) ao dragão”.

Agora, a exibição dessas imagens se torna o epicentro do terremoto já desencadeado meses atrás. Zappadu tentou ainda enriquecer com o material, apresentando o conteúdo a uma revista relacionada ao império de mídia de Berlusconi. O preço inicial: 1,5 milhões de euros. A revista se recusou a pagar a quantia e o primeiro-ministro acionou imediatamente seus advogados para confiscar todo material alegando que as imagens eram uma “violação da vida privada e tentativa de fraude”.



Após a denúncia, o Ministério Público apreendeu todo o acervo de Zappadu, incluindo imagens captadas em locais públicos, como aeroportos e parques.Segundo o repórter, que não é paparazzo, quase todo fim de semana, um avião repleto de amigos e beldades de Berlusconi tinha o destino da Costa da Esmeralda, uma das regiões mais luxuosas e nobres da região. Todo passeio era escoltado pela aeronáutica italiana, assim como os agentes secretos que guardavam a casa. Em Agosto de 2008, Berlusconi aprovou um novo regulamento sobre os voos de Estado, aumentando o número de passageiros convidados, dependendo das necessidades do primeiro-ministro. Bom, nesse caso, a necessidade óbvia era o sexo.



A oposição alega que Berlusconi triplicou o custo dos movimentos de passageiros e voos que se originou na etapa de Romano Prodi (2007-2008). Além disso, de acordo com um documento oficial da Autoridade da Aviação Civil, uma ordem presidencial do governo decidiu, em 4 de junho de 2008, que cinco aviões e helicópteros privados Berlusconi, em nome da empresa concessionária Alba Helicópteros Fininvest, para se responsabilizar pelos voos de Estado. As fotos escandalosas revelam que a casa vive em um ambiente desinibido, guardados por fortes medidas de segurança. Silvio Berlusconi disse que um homem que aparece nas fotos de Zappadu é antigo primeiro-ministro checo Mirek Topolánek. Já o homem nu em aparente ereção, não conseguiu ser identificado pelo jornal.


Uma das manobras de Berlusconi para não afastar votos antes da eleição, seria anunciar oficialmente a venda do jogador Kaká, do Milan, para o clube espanhol Real Madrid, somente na segunda-feira. Creio que com as fotos reveladas pelo El País, Berlusconi terá como meta manobras muito mais ofensivas para tentar abafar mais esse escândalo.

E como bem dizem por aí, cada povo tem o governante que merece.

Postar um comentário